Voltar Especialidades

Ginecologia

O que é

O que é

É a especialidade que trata da saúde da mulher, da infância à terceira idade.

Dedica atenção especial ao aparelho genital - composto por vagina, ovários, útero e trompas de Falópio - tanto no aspecto curativo como preventivo.

Durante o período reprodutivo da mulher é visada a questão do planejamento familiar. No climatério, é dada atenção aos aspectos preventivos e de melhoria da sua qualidade de vida.

A ginecologia também leva em conta os aspectos emocionais que atingem as pacientes, e que, muitas vezes, são as causas de suas visitas aos consultórios.

Nesse cenário, boa parte das queixas, cuja problemática emocional está envolvida tem a ver com:

- Irregularidades menstruais;
- Disfunções hormonais;
- Sintomas pré-menstruais e menstruais;
- Dores pélvicas;
- Vulvovaginites de repetição; e
- Problemas sexuais, alguns atribuídos a anticoncepcionais.

Consultas aos ginecologistas também são motivadas por orientações a aspectos relativos à vida feminina, como:

- Puberdade;
- Ciclo menstrual;
- Sexualidade;
- Medicação anticoncepcional;
- Gravidez; e
- Menopausa.

Sinais de alerta

O aparecimento de determinados sinais podem indicar a presença de alguma patologia ginecológica.

Entre os principais sinais estão:
- Sangramento genital;
- Dor pélvica;
- Corrimento genital
- Prurido vulvar;
- Dor mamária; e
- Infertilidade.

Apesar da maioria das doenças ginecológicas apresentarem sinais característicos, algumas possuem difícil detecção, como o câncer de ovário, e devem ser diagnosticadas a partir de visitas preventivas ao médico.

Geralmente, o câncer de ovário não apresenta sinais da sua presença. Os casos que relataram sintomas incluem:

- Desconforto abdominal;
- Dor ou pressão pélvica;
- Aumento de volume indolor do abdômen;
- Gases;
- Constipação;
- Diarreia ou outros problemas digestivos;
- Micção frequente;
- Sangramento vaginal;
- Fadiga;
- Náuseas;
- Perda do apetite;
- Perda ou ganho de peso inexplicável;
- Falta de ar;
- Febre; e
- Dor durante a relação sexual.

Patologias

Boa parte das doenças que atingem as mulheres provoca alterações no ciclo menstrual, seja aumentando ou diminuindo o intervalo entre as menstruações, e estão relacionadas às irregularidades na produção de hormônios.

Como causa desse desequilíbrio, podem ocorrer:

- Amenorréia (ausência de menstruação por mais de três meses);
- Galactorreia (secreção de leite pelas mamas fora do período de amamentação);
- Anovulação crônica e síndrome dos ovários policísticos (ausência de ovulação com formação de microcistos ovarianos); e
- Hirsutismo (aparecimento de pêlos em áreas características do sexo masculino).

Além das patologias causadas por problemas hormonais, outros problemas de caráter ginecológico podem ocorrer, como:

- Vulvovaginite;
- Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs);
- Doença Inflamatória Pélvica;
- Mioma Uterino;
- Adenomiose;
- Endometriose;
- Hemorragia Uterina Disfuncional;
- Lesões precursoras de câncer;
- Pólipos Uterinos; e
- Doenças mamárias.

As causas podem envolver ainda agentes infecciosos e predisposição individual e familiar.

Exames

O diagnóstico das patologias ginecológicas exige a realização de uma série de exames que irão indicar, de forma segura, o tratamento mais indicado para o problema.

Entre os exames complementares de diagnóstico, pode-se destacar:

Exame Bacteriológico Vaginal e Cervical
Consiste em pesquisar e identificar germes ou bactérias responsáveis por infecções graves. O material é retirado da vagina e do colo do útero e deve ser manipulado em laboratórios de análises, pois os organismos não sobrevivem muito tempo fora do corpo humano.

Esfregaço Cervico-Vaginal
Exame anual obrigatório para a mulher a partir do início de sua vida sexual. As secreções vaginais são recolhidas com a ajuda de uma espátula de madeira e espalhadas sobre uma lâmina para o exame microscópico. A finalidade do procedimento é afastar a possibilidade de problemas pré-cancerosos no colo do útero.

Mamografia
Importante para as mulheres de todas as idades, principalmente para as que passaram dos 40 anos.

Entre outras funções, sua finalidade é identificar:

- Problemas encontrados na apalpação dos seios;
- Anomalias que indiquem cancros iniciais;
- Microcalcificações; e
- Lóbulos de tecidos e líquidos.

A radiação emitida pelo aparelho de mamografia é muito pequena e não causa efeitos colaterais às glândulas mamárias. O exame deve ser realizado a cada dois anos.

Histeroscopia
O ginecologista utiliza um pequeno aparelho introduzido na cavidade uterina para investigar a presença de pólipos ou hiperplasias. As trompas não são visualizadas neste exame, mas é possível retirar material para análise.

Outra aplicação da histeroscopia é permitir a remoção cirúrgica de lesões intra-uterinas, como pólipos endometriais e miomas causadores de sangramento anormal.

Ecografias do Útero e dos Ovários Exame considerado de extrema exatidão e sem complicações para a paciente. A sua função é determinar as dimensões do útero e dos ovários, além de diagnosticar alterações causadas por fibronas, cistos nos ovários, entre outros. Possui, não só, caráter de diagnóstico, mas também clínico.

Histerografia
Esse exame radiológico é utilizado para diagnosticar pólipos e problemas uterinos, trompas obstruídas e endometriose.

Para isso, é injetado no interior do útero um contraste iodado e realizam-se radiografias sucessivas durante o exame. Sua limitação é não mostrar a situação dos ovários, avaliação que deve ser complementada pelo toque vaginal ou a ecografia.

Colposcopia
Exame que investiga as condições de saúde do colo do útero com o auxílio de um aparelho acoplado a um foco luminoso.

Pode ser realizado para complementar os dados fornecidos pelo procedimento de esfregaço, como nas suspeitas de inflamação ou detecção de células estranhas.

Além desses exames, outros procedimentos auxiliam no diagnóstico e tratamento das patologias ginecológicas:

- Ultrassonografia;
- Tomografia computadorizada;
- Ressonância Magnética;
- Exames laboratoriais bioquímicos; e
- Laparoscopia diagnóstica.

No Memorial São José, o diagnóstico das principais patologias ginecológias são realizados no Memorial da Mulher.