Voltar Especialidades

Cirurgia de cabeça e pescoço

O que é

O que é

Cirurgia de Cabeça e Pescoço é a especialidade responsável pela prevenção, diagnóstico, tratamento e a reabilitação das doenças da cabeça e pescoço:

Ela é uma especialidade cirúrgica do ramo da Oncologia (Cancerologia), especializada na prevenção e/ou diagnóstico precoce das neoplasias benignas e malignas da face, incluindo sinais e Câncer de Pele (Tipos: Ca. Baso-celular, Ca. Espino celular e Melanoma).

Aborda ainda affecções congênicas (Cisto Tireoglosso), fossas nasais, seios paranasais, boca, faringe, laringe (cordas vocais), tireóide, paratireóide, glândulas salivares, tumores do couro cabeludo e ronco e apnéia do sono.

Entre as áreas que são assistidas pela especialidade estão:

- Nariz;
- Boca;
- Garganta (laringe e faringe);
- Tireóide e paratireóide;
- Glândulas salivares;
- Lesões da pele.
A especialidade também promove e avança nas pesquisas científicas das doenças que afetam a região da cabeça e do pescoço, principalmente nos casos de câncer. Com exceção das patololgias que envolvem as doenças do sistema nervoso central e problemas nos olhos e dentes.

As ocorrências nas áreas do nariz, boca, garganta (laringe e faringe), tireóide e paratireóide, glândulas salivares etc. são indicadas para esse procedimento:

- Doenças benignas e malignas da laringe (cordas vocais);
- Doenças da tireóide (incluindo o bócio) e paratireóide;
- Doenças de pele (tumores) e Cirurgia de Mohs;
- Doenças das glândulas salivares (parótida, submandibular, sublingual etc.);
- Linfonodos ou massas cervicais (gânglios);
- Tratamento de fístula e cistos congênitos em cabeça e pescoço;
- Hemangiomas e linfangiomas em cabeça e pescoço;
- Doenças benignas e malignas da boca (incluindo tumores odontogênicos);
- Doenças benignas e malignas da faringe (rinofaringe, orofaringe e hipofaringe);
- Doenças benignas e malignas do nariz e seios paranasais;
- Traumas em cabeça e pescoço;
- Cirurgia plástica reconstrutora e reabilitação protética em cabeça e pescoço;
- Tratamento cirúrgico do ronco e apnéia do sono;
- Assistência em quimioterapia com implantes de cateteres.

Principais sintomas

Alguns sintomas são comuns quando se referem a patologias de cabeça e pescoço. Entre os principais estão:

- Rouquidão;
- Nódulos no pescoço;
- Feridas que não cicatrizam;
- Aumento das glândulas salivares (parotidite) e cálculo salivar;
- Lesões que sangram fácil na mucosa ou na pele;
- Dificuldade para engolir ou engasgos frequentes;
- Sinais de pele escurecidos ou que crescem;
- Obstrução nasal;
- Aftas que não cicatrizam;
- Sangramento nasal ou oral;
- Tosse crônica;
- Ronco e apnéia (parada respiratória durante o sono);
- "Bolus" na garganta (refluxo).
É importante que no caso de aparecimento de qualquer um dos sintomas, o paciente procure a ajuda de um profissional especializado em cirurgia de cabeça e pescoço para obter um diagnóstico preciso a respeito do problema.

Um diagnóstico correto e precoce é importante para prevenção e tratamento das diversas patologiasrelacionadas a essa área.

Causas

As principais causas de patologias de cabeça e pescoço estão relacionadas com os mais diversos fatores que vão desde hábitos alimentares a fatores genéticos.

Entre esses fatores, alguns se destacam como de maior importância na causa de patologias de cabeça e pescoço:

- Tabagismo;
- Alcoolismo (principalmente bebidas destiladas);
- Vírus (HPV, Epstein-Barr);
- Refluxo (azia e queimor no peito);
- Exposição ao sol;
- Próteses dentárias mal adaptadas;
- Má higiene oral (dentes fraturados);
- Dieta pobre em vitaminas (principalmente falta de vitaminas A, E e C);
- Pouca hidratação;
- Fatores genéticos hereditários.
É importante que no caso de aparecimento de qualquer um dos sintomas, o paciente procure a ajuda de um profissional especializado em cirurgia de cabeça e pescoço para obter um diagnóstico preciso a respeito do problema.

Um diagnóstico correto e precoce é importante para prevenção e tratamento das diversas patologiasrelacionadas a essa área.

Tratamentos

O tratamento em cabeça e pescoço dependerá do tipo de doença que se pretende debelar.

Os procedimentos variam desde a microcirurgia de laringe com ou sem auxílio do laser, até cirurgias multidisciplinares crânio-faciais que exigem a colaboração da neurocirurgia, cirurgia maxilofacial e da cirurgia plástica.

Em alguns casos há necessidades de complementação do tratamento cirúrgico efetuado com quimioterapia e/ou radioterapia. Dentre as cirurgias mais realizadas estão:

- Tireoidectomias convencionais com microincisões sem pontos
cirúrgicos ou curativos;
- Paratireoidectomias com Gamma Probe;
- Traqueostomias;
- Cirurgias das Glândulas Salivares (parótida e sub-mandibular);
- Cirurgia Plástica Reconstrutora;
- Câncer de pele com congelação intraoperatória (Cirurgia de Mohs);
- Tumores de boca;
- Cirurgia de Laringe Trans-oral minimamente invasiva endoscópicas com microscopia computadorizada com luz de xenon e laser de CO² de última geração;
- Cirurgia para ronco e apnéia do sono.
Técnicas e tratamentos mais recentes têm permitido aos pacientes viver mais tempo e em melhores condições de saúde do que há alguns anos.

O mais importante ainda é o diagnóstico precoce. Considera-se que quanto mais simples for o tratamento, maiores serão as chances de cura e preservação de função dos órgãos e da estética.

Equipe

O tratamento em cabeça e pescoço dependerá do tipo de doença que se pretende debelar.

Equipe

- Dr. Jorge Pinho – Cirurgião;
- Dr. Jacques Pncovsky - Cirurgião;
- Dr. Rafael Barreto - Cirurgião;
- Dra. Manuella Amaral - Instrumentadora;
- Dra. Roberta Torres - Instrumentadora;
- Dra. Kalina Azevedo - Anestesista;
- Dr. Carlos Augusto Rocha - Anestesista;
- Dra. Isadora Hetzel - Anestesista.